Os Retocáveis fazem show em Bento Gonçalves neste final de semana

Os Retocáveis na estrada, 2 anos de banda e duas décadas de experiência

Este slideshow necessita de JavaScript.

Juliano Azevedo baterista de Os Retocáveis; toca bateria desde os 16 anos ,hoje ele tem 39. Ele da umas dicas: “Para ser um baterista tem que ter ritmo,concentração e agilidade; na década de 90 usava os cabelos até a cintura, influenciado por bandas de rock; Iron Maiden, Black Sabbath,Dio,Motorhead, Deep Purple, Ozzy, Pink Floyd, Led Zeppelin ,The Doors ,Rush e rock gaucho. Nunca canso de escutar” afirma. “Meu primeiro. professor foi Tony Devil,e o famoso Pastor (Lobo da Estepe)in memorian. Passei por algumas bandas, toquei até mantras com a Maha-Mantra, banda de grande expressão na cidade ,até chegar em Os Retocávei”, conta Juliano.A banda é formada por Mauro Martins; contra baixo e backing, e Ronnie Kotler vocal e guitarra. Todos músicos com influencia do bom rock and roll, Os Retocáveis são uma banda, um trio tradicional que toca covers de rock clássico até as bandas mais remotas.A banda completa seu segundo ano em 2012 de muitos que certamente terá pela frente. Uma trajetória de sucesso em eventos públicos, em bares e casas noturnas da região. “Vamos tocar rock até quando for possível ou nos aturarem (risos)”…afirmam os músicos da banda.”A receita para uma banda dar certo é persistência, competência respeito ,muito estudo e dedicação ao instrumento; algumas horas de ensaio ,interação dos componentes, parceria e contato entre os músicos”, afirma o baterista do grupo. “O profissionalismo e a humildade já são um bom começo para quem quer ser um bom músico. Sempre temos o que aprender. Todo dia se aprende algo novo”. – comentam. Falando ao Campeão da Notícia, Juliano conclui emocionado. “Agradeço à Deus por oportunizar-me a fazer o que gosto, minha esposa Susana pela compreensão e incentivo e aos músicos da banda; o Mauro e o Ronnie por serem ótimas pessoas, músicos e profissionais. Vida longa ao rock”. Vida longa também para Os Retocáveis.