AMÁBILE ZANANDREA STEDILE RECEBE TÍTULO DE CIDADàCAXIENSE

amabilestedilecidadacaxienseA Câmara de Vereadores de Caxias do Sul concedeu, no dia 4 de dezembro, o título de Cidadã Caxiense à senhora Amábile Zanandrea Stedile, pelos relevantes serviços prestados à comunidade caxiense. Viúva de Francisco Stedile, fundador da Fras-le, Agrale e Lavrale, entre outras empresas que compõem o Grupo Francisco Stedile, Amábile sempre esteve ao lado do marido, sendo forte incentivadora em suas decisões. Sua maior contribuição às empresas de Stedile, no entanto, esteve voltada à assistência social e a constantes melhorias nas condições de trabalho dos funcionários. Amábile também teve forte participação em entidades sociais e benemerentes de Caxias.
 
A proposta de Decreto Legislativo do título, de autoria do vereador Francisco de Assis Spiandorello (PSDB), foi aprovada por unanimidade. “Muitos foram os feitos da senhora Amábile. A liderança, as conquistas, as dificuldades e a superação. Mas o que merece destaque, neste momento de celebração, é a sua personalidade, sua ética, sua verdade e o seu respeito”, argumenta o vereador.
Confira abaixo perfil da homenageada.
 
Amábile Zanandrea Stedile     
 Amábile Zanandrea Stedile nasceu no dia 28 de novembro de 1915, em Flores da Cunha, àquela época ainda chamada de Nova Trento. Seus pais, Ângelo Zanandrea e Elvira Boff Zanandrea, moravam distantes da sede da localidade, o que lhes obrigava a trabalhar duro na terra. E foi na lida da colônia, plantando e colhendo, que Amábile aprendeu o valor do trabalho e da humildade, que preza com solidez até hoje.
 
Amábile cursou o primário até a terceira série, mas aprendeu muito com os pais e avós, o que lhe propiciou uma educação exemplar e diferenciada, baseada no respeito e nas experiências de vida. Até os 12 anos, só sabia falar no dialeto italiano da região de Beluno, não pronunciava uma palavra em português. Mas depois se alfabetizou em português e, com 15 anos, estava habilitada até a lecionar na escola da colônia.
 
Casou-se em 7 de julho de 1940, aos 25 anos, depois de um namoro que durou oito meses e exigiu de seu marido, Francisco Stedile, muitos quilômetros de viagens no lombo de uma mula. Naquela época, Francisco morava em São Marcos e ia visitá-la todos os finais de semana. Amábile e Francisco tiveram cinco filhos (Alfredo, Dolaimes, Vera, Carlos e Franco), 12 netos e 10 bisnetos. “O maior bem que passei a todos eles foi a educação”, comenta hoje, aos 97 anos e com seus olhos azuis ainda muito brilhantes.
 
Amábile foi forte apoiadora dos empreendimentos do marido, fundador do Grupo Francisco Stedile e um dos mais respeitados empresários da história de Caxias do Sul. Além de cuidar da casa e dos filhos, tinha outra função fundamental para o desenvolvimento da família: a de economizar. Enquanto Francisco dava os primeiros passos empreendedores, comprando um caminhão com quatro mil réis emprestados, Amábile conduzia as despesas da família com muita atenção. Com o tempo, os negócios foram tomando forma e exigindo trabalhos extras de Amábile, como dirigir de São Paulo a Caxias, por estradas de chão, para ajudar Francisco a trazer caminhões para revender em Caxias.
 
Tempos depois, Francisco retornou de uma viagem à Itália com o objetivo de abrir uma fábrica de lonas de freios automotores, o que originou a Fras-le. Amábile, que dividia o tempo atendendo na loja Casa das Borrachas, então localizada na Rua Sinimbu, 1.010, também ajudava a embalar lonas de freios, inclusive no turno da noite.
 
Foi com o incentivo de Amábile que Francisco deu o que seria um grande passo, a aquisição da Agrisa, hoje a cinquentenária Agrale S.A.. A partir de então, Amábile desenvolveu papel essencial no andamento da empresa, com funções que iam desde encaminhar assistência médica aos primeiros funcionários da empresa até acompanhar o marido em grandes eventos sociais e empresarias.
 
No início da década de 1970, e então com a Agrale a pleno vapor, Amábile começou a desempenhar ativamente seu papel social e de caráter comunitário em Caxias do Sul, ajudando a fundar o Rotary Cinquentenário e colaborando com diversas entidades beneficentes.
 
Dona Amábile é hoje exemplo de mulher forte, empreendedora e corajosa que, junto com o marido, falecido há seis anos, ajudou a levar o nome de Caxias do Sul pelo Brasil e pelo mundo. Mas é também exemplo de uma mulher doce, sensível, aficionada por livros e romances e, principalmente, companheira, seja nas rodas de carteado com as amigas ou com os seus familiares. O segredo para suas conquistas, no entanto, Amábile não consegue esconder, mesmo com a sabedoria que colheu com a vida: a humildade.

Morre o ex-vereador Pedro Rech

Pedro RechO velório está sendo realizado na Câmara de Vereadores
 
O ex-vereador Pedro Rech faleceu de ataque cardíaco na madrugada desta segunda-feira. O velório está sendo realizado na Câmara Municipal. Uma missa será rezada às cinco horas da tarde. Após, o corpo do ex-vereador segue para o sepultamento no cemitério Santa Catarina.
Pedro Rech foi vereador na legislatura entre os anos de 1989 e 1992. Natural de Flores da Cunha, nasceu em 10 de setembro de 1946. Atualmente, filiado ao PMDB, trabalhava no Orçamento Comunitário da prefeitura de Caxias do Sul.
 
Uma de suas maiores realizações enquanto vereador foi a de defender a implementação nas escolas de ações voltadas à educação para o trânsito. Foi autor do Projeto que exigia a colocação de placas indicativas nos acessos à bairros, interbairros e em localidades do interior.
crédito: Acervo Centro de Memória Câmara de Vereadores.

PREFEITA EM EXERCÍCIO LAMENTA MORTE DO EX-VEREADOR PEDRO RECH

Luto Oficial de três dias é decretado
 É com pesar que o Município de Caxias do Sul comunica o falecimento do ex-vereador e líder comunitário, Pedro Rech, 66 anos. Atualmente, ele atuava no Orçamento Comunitário, sendo um dos responsáveis pela região Santa Fé. Pedro Rech sofreu uma parada cardiorrespiratória durante a madrugada desta segunda-feira, 3 de dezembro. O velório será na Câmara de Vereadores, em horário a ser definido.

A Prefeita em Exercício, vereadora Geni Peteffi, decretou Luto Oficial de três dias. “Nós tínhamos um grande carinho pelo Pedro Rech. Ele sempre trabalhou em prol da comunidade e como vereador foi um grande defensor dos interesses comunitários. Pedro Rech sempre fez por merecer e nunca perdeu seu brilho como pessoa. Ele deixa para Caxias do Sul, principalmente para o bairro Santa Catarina, as melhores recordações”. Geni Peteffi lembrou da trajetória de vida do ex-vereador, que também foi garçom e eletricista. “Ele deixa um legado que muita gente gostaria de deixar. Desejamos que a família seja confortada, ao lembrar do exemplo e dessa bonita história de vida que ele deixou para a comunidade de Caxias do Sul.”

GERMANO RIGOTTO VISITA PREFEITA EM EXERCÍCIO NESTA SEGUNDA

A Prefeita em Exercício, Geni Peteffi, recebe o ex-governador Germano Rigotto nesta segunda-feira. A visita está marcada para as 10h, no Gabinete do Centro Administrativo.

Geni Peteffi fica à frente do Poder Executivo de Caxias do Sul até o dia 11 de dezembro. O Prefeito José Ivo Sartori está em Missão Técnica no Reino Unido, a convite do Sebrae, por ter vencido o Prêmio Sebrae Prefeito Empreendedor Nacional e Estadual, na categoria Desenvolvimento Rural.

Legislativo caxiense homenageia o centenário do Recreio da Juventude

DSC_5327O clube já contabiliza mais de 16 mil associados

Os cem anos do Recreio da Juventude foram motivo de celebração, na sessão solene da Câmara Municipal de Caxias do Sul, realizada na noite desta quinta-feira (29/11), no plenário da Casa. Com mais de 16 mil associados ativos, o clube recebeu o reconhecimento pela sua atuação no desenvolvimento da cidade. O 2º vice-presidente do Legislativo caxiense, Francisco Spiandorello, conduziu a cerimônia.

Sócio do clube há 35 anos, o vereador Vinicius Ribeiro/PDT fez o pronunciamento do Legislativo. Contou um pouco da história do clube, fundado em 28 de dezembro de 1912. Enfatizou o papel ativo das mulheres. Em 1927, elas ocuparam mais espaço na agremiação, por meio do Edem Juventudista, que realizava atividades sociais, culturais e beneficentes com a categoria feminina, salientou.

Após receber a placa de homenagem da Câmara, o presidente do Recreio da Juventude, Ademir Somavilla, ressaltou que, desde 1947, na gestão do presidente Afonso José de Almeida, o clube se encontra na mesma sede social. Os 29 jovens fundadores inspiraram cada um dos presidentes que conduziram a agremiação, observou. Para ele, a trajetória da instituição remete à própria história de Caxias do Sul.

O secretário de Governo Municipal, Victório Giordano da Costa, transmitiu os cumprimentos do prefeito José Sartori e apontou para o papel de protagonista do Recreio da Juventude, no cotidiano local.

Com 250 mil metros quadrados de área de lazer, o clube também possui uma sede campestre. Ela proporciona atividades esportivas e sociais. Conta ainda com salão social, na Rua Pinheiro Machado, onde festas e encontros da sociedade caxiense são realizados.image description

 

Renato Oliveira assume o exercício da Presidência da Câmara

A presidente Geni Peteffi comandará o Executivo até 11 de dezembro

O vice-presidente da Câmara Municipal de Caxias do Sul, Renato Oliveira, passou a exercer, na tarde desta quinta-feira (29/11), a Presidência da Casa. O motivo deveu-se ao fato de a presidente do Legislativo caxiense, Geni Peteffi, ter assumido como prefeita em exercício do município. Ela substituirá o prefeito José Ivo Sartori até o próximo dia 11 de dezembro.

Com isso, o 1º suplente da coligação PSDC/PMDB/PRB/PSB nas eleições de 2008, Edio Elói Frizzo/PSB, foi convocado e já assumiu o cargo de vereador, na sessão ordinária de hoje.

Diz o artigo 79 do Regimento Interno da Câmara: Será convocado o suplente quando o Presidente exercer o cargo de Prefeito, exceto no recesso.

 

PREFEITO SARTORI RECEBE TROFÉU DESTAQUE RS – PRÊMIO RESPONABILIDADE SOCIAL DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

O Prefeito José Ivo Sartori recebeu na noite desta quarta-feira, 28 de novembro, na Assembleia Legislativa, em Porto Alegre, o Troféu Destaque RS – Prêmio Responsabilidade Social na categoria Municípios. O Troféu é concedido pelo Parlamento Gaúcho e visa reconhecer boas práticas e projetos voltados ao bem-estar social e à preservação ambiental. Este ano, o tema norteador do Prêmio foi “Ações de Governança e Transparência”.
Cento e setenta e seis organizações receberam certificados e destas, 40 foram contempladas com medalhas. O Troféu Destaque RS foi entregue para as 11 melhores gestões nas suas respectivas categorias. Sartori recebeu o Troféu das mãos dos deputados estaduais Maria Helena Sartori e Alceu Barbosa Velho, atual primeira-dama e prefeito eleito de Caxias do Sul.

O Prefeito agradeceu a todos os parlamentares e à comissão que avaliou os inscritos, ao salientar que o Troféu Destaque RS – Prêmio Responsabilidade Social é um reconhecimento ao trabalho de muitas mãos, muitas cabeças e muitos corações, que acreditaram e acreditam em uma Caxias do Sul cada vez melhor para todos. “O bem-estar social e a preservação do Meio Ambiente são as bases para o desenvolvimento sustentável e equilibrado de um município. Em Caxias do Sul, tratamos essas questões com muita seriedade, compromisso, transparência e comprometimento”.

Entre as ações citadas pelo Prefeito, estão os investimentos em água, tratamento de esgoto e destinação correta do lixo, a preservação do Mato Sartori e a manutenção de mais de 100 áreas de lazer, parques e praças. “Nosso maior orgulho está nas vidas que ajudamos a salvar”, salientou o Prefeito, ao lembrar que Caxias do Sul possui o Menor Índice de Mortalidade Infantil do Estado e reduziu em 20% a morte de mulheres por câncer de mama. Sartori citou ainda que o município oferece Educação de qualidade para uma rede de 39 mil alunos e serve 60 mil refeições por dia nas escolas municipais.

A inscrição para que Caxias do Sul concorresse ao Prêmio foi realizada pela Secretaria Municipal de Gestão e Finanças, representada na solenidade pelo Secretário em Exercício, Gilmar Santa Catharina. A Secretária Municipal da Educação, Jaqueline Marques Bernardi, também acompanhou a premiação, que ocorreu no Teatro Dante Barone da Assembleia Legislativa.