3º MUSIPARQUE OCORRE NESTE SÁBADO NO PARQUE DOS MACAQUINHOS

Velho HippieIntegrando a programação do Natal Brilha Caxias 2012, ocorre neste sábado, dia 08 de dezembro, no Parque Getúlio Vargas – Macaquinhos, a terceira edição do Musiparque. Em caso de chuva, o evento será transferido para o Zarabatana Café – Centro de Cultura Ordovás. Entrada franca.
 
O Musiparque busca valorizar e divulgar o trabalho produzido por artistas caxienses que tiveram projetos contemplados com o Fundoprocultura e Financiarte. Neste ano abre para uma banda de fora de Caxias, incentivando a música autoral. Nesta edição, participam: Slow Bricker, às 17h; Electric Blues Explosion, às 18h; Banda Velho Hippie, às 19h; Grandfúria, às 20h, encerrando com Tonho Crocco, às 21h.
 
Slow Bricker:
Com forte influência dos anos 90, a banda buscou inspiração de grupos como Alice in Chains, Queens of Stone Age, Pixies. Iniciou suas atividades em 2009, e atualmente mantém a sua formação original Lucas Lizot (vocalista e guitarrista), Rafael Ritter (baixista) e Jonas Bustince (bateria). O ‘power trio’ mistura estilos de rock alternativo, stoner rock, punk, hardcore, elementos do rock progressivo e noise. A produção do “My Answer to Everything”, primeiro CD da banda, é assinada por Roger Fingle. A gravação, masterização e mixagem foram feitas no Estúdio Nitro. Assina a arte gráfica o próprio vocalista Lucas Lizot, e as fotos são de Cristiano Dalla Rosa e Daniel Schüür.
 
Electric Blues Explosion:
Projeto idealizado pelo guitarrista, vocalista e compositor Rodrigo Campagnolo no final de 2006 que originalmente começou como um power trio, tocando releituras de clássicos do Blues e Southern rock como Alman Brothers, B.B. King, Gary Moore, Eric Clapton, Buddy Guy, Lynyrd Skynyrd e também artistas mais contemporâneos como Joe Bonamassa, Jonny Lang, Pride and Glory e Gov’t Mule – sempre com uma pegada mais enérgica, característica da formação musical e das influências do guitarrista.
A banda tem no seu line up atual além de Campagnolo nos vocais e guitarra, Graziano Anzolin (teclados), Nino Henz (baixo) e César de Campos (bateria).
O quarteto vêm trabalhando há um ano o cd Draw The Line (lançado no final de 2011) e prepara um novo cd e um DVD ao vivo para 2013.
 
Banda Velho Hippie:
Formada em 2003, é composta por Vinícius Lazzari (vocal e guitarra), Narada (bateria), Guilherme Rosset (percussão), Felipe Balen (teclados) e Tiago Frank (baixo). Desde a sua criação, a banda trabalha exclusivamente com um repertório próprio inspirado nas batidas características dos anos 60 e 70. O grupo apresenta um estilo acentuado, inspirado em grandes nomes como Beatles, Os Mutantes, Deep Purple e Pink Floyd. O resultado são músicas com elaborados e minuciosos arranjos. O lirismo poético é o eixo comum entre o “Caminho das Nuvens” (2009), primeiro CD da banda, e o “Flor de Lilás”, previsto para 2013.
 
Grandfúria:
É um duo formado por Vinícius Lima (voz e guitarra) e Carlos Balbinot (guitarra e produção), cuja maior pretensão é a música feita sem compromisso com esteriótipos e o compartilhamento livre da cultura digital, tendo apenas o rock como fio condutor. O projeto foi contemplado pelo Financiarte em 2010, como o primeiro álbum exclusivamente digital e segue com divulgação no site http://www.grandfuria.com e nas redes sociais. Neste ano, o duo lançou uma tiragem especial de seu trabalho com fitas cassete e um videoclipe independente para a canção “Faz-me”. As músicas da Grandfúria podem ser encontradas no link: soundcloud.com/grandfuria. Acesse: http://www.grandfuria.com.
 
Tonho Crocco:
Com grande bagagem musical, o ex-vocalista da antiga Ultramen gravou um disco como vocalista do De Falla ‘’TOP HITS’’ de 1996 (Cogumelo Records), pegou a estrada fazendo quase 500 shows com a Black Master (1993-1997), foi um dos fundadores da banda Casa da Sogra (pioneira no resgate do samba rock gaúcho em 2001), criou a big band Tonho Crocco e Brazilian Sound Machine (2005), participou de coletâneas, CDs e DVDs de artistas como Nando Reis, Papas da Língua, Nitro Di, Da Guedes, Bataclã FC entre outras inúmeras atividades.
 
Em 2009, Tonho lançou seu primeiro registro solo, o EP Teto Solar. São cinco músicas inéditas gravadas no estúdio ZL Music (Manhattan) com produção do londrino Simon Katz (produtor/guitarrista Gorillaz e Jamiroquai) e do brasileiro Zé Luís Oliveira.
 
Em Londres se apresentou no Favela Chic, junto com o gaúcho Adriano Trindade e o multi instrumentista Ulisses Bezerra (filho de Bezerra da Silva), no South Bank Centre, nos bares Barraco, Raízes (com canja do ex Ultramen Luciano A.K.A. Peru), Spiritual (onde tocou três vezes) e no lendário Ronnie Scott’s Jazz Club junto com Fabio Allman, vocalista do Monobloco. Em uma noite memorável no Favela Chic Paris (até a rapper/atriz Queen Latifah estava na plateia) dividiu o palco com Adriano Trindade e Bertrand Doussain (fundador do Farofa Carioca).
 
Em 2011 Tonho Crocco lançou seu primeiro álbum, em CD e Vinil, ”O Lado Brilhante da Lua”, gravado e mixado no Estúdio Mu Bemol em Porto Alegre por Gilberto Ribeiro, masterizado por Júlio Porto (guitarrista da Ultramen) no Abbey Road Studio/London e produzido por MoMo King.
 
O disco já teve shows de pré lançamento no RS e foi lançado com ótima repercussão no RJ, SP e Porto Alegre. Vem sendo recibo muito bem no centro do país como comprovam as críticas das revistas Veja (1º/6/11) e Bravo (maio/11). Acesse: http://www.tonhocrocco.com e http://www.centraldebandas.com.br.
Anúncios

CIC e SAE Brasil promovem palestra sobre benefícios do Programa InovarAuto

Apresentação ocorre no dia 5 de dezembro
A Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul (CIC) e a SAE BRASIL – Seção Caxias do Sul realizam no dia 5 de dezembro, no auditório da CIC, a palestra O Programa InovarAuto na Prática – Como tirar proveito do novo marco legal. Proferida pelo especialista em modelos inovadores de gestão Valter Pieracciani, a palestra objetiva detalhar a dirigentes de empresas tópicos do Programa InovarAuto, lançado neste ano pelo governo federal.

O InovarAuto tem como estratégia a utilização de impostos para fazer com que as empresas gerem desenvolvimento econômico. Entretanto, muitos dirigentes não compreenderam perfeitamente como inserir esta dimensão na estratégia de suas empresas e, principalmente, o que fazer para assegurar vantagem competitiva dentro desse novo contexto legal. “Esta mudança altera as regras da competição e isto pode significar excelentes oportunidades para quem primeiro perceber isto e agir. Na palestra, procuramos desmistificar o programa, mostrando como ele pode ser chave para o fortalecimento da indústria e, principalmente o que fazer para transformar em oportunidades essa nova arena competitiva”, adianta Pieracciani.

Serviço

Palestra:  O Programa InovarAuto na Prática – Como tirar proveito do novo marco legal, com Valter Pieracciani

Quando: 5 de dezembro, das 19h às 20h30

Onde: Auditório da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul

Informações e inscrições: (54) 3223.8677 – Dolaimes Comunicação. O evento é exclusivo para associados da CIC Caxias do Sul e da SAE BRASIL

Sobre o palestrante

Em 1992, Valter Pieracciani fundou a Pieracciani Desenvolvimento de Empresas, da qual é sócio-diretor, mesmo cargo exercido na Prittchet Rummler Brache, líder mundial em gestão da transformação. Dirigiu mais de 500 projetos em companhias como Nestlé, Ambev, Tetrapak, Pirelli e Avon. Atua como gestor de start-up e recuperação de empresas. Por mais de 10 anos, serviu os governos municipal, estadual e federal. Engenheiro, administrador, mestre em Administração de Empresas e pós-graduado em Administração Industrial é autor do livro Usina de Inovações e coordenador de projetos sênior do Centro Latino Americano para a Excelência, Qualidade e Inovação (CLAEQ).

Livro conta como a empresa caxiense transformou-se na maior fabricante de ônibus do mundo

Poucas, muito poucas empresas em todo o mundo, superam 60 anos de atividades. Menos ainda têm foco na perpetuação e disseminação de sua cultura, no reconhecimento das pessoas e o que isso representa e representou para se reinventar, internacionalizar e crescer. Com este objetivo e para homenagear todos os que construíram e continuam ajudando a construir a Marcopolo, nasceu a ideia de contar a história da empresa, sua gente, seus desafios e momentos mais importantes ao longo desses primeiros 63 anos.
 
“São memórias e relatos que revelam uma cultura empresarial peculiar, com a qual convivemos com naturalidade, sem nos dar conta da sua decisiva importância, e construída por muitos que, de alguma forma, se relacionam com a Marcopolo”, destaca Paulo Bellini, autor do livro e seu presidente emérito.
 
Com mais de 300 páginas, o livro “Marcopolo, sua viagem começa aqui” com entrevistas e histórias contadas por mais de 90 participantes, mostra a trajetória da empresa para se transformar em uma das maiores fabricantes internacionais. Essas “passagens”, contadas por pessoas que acompanharam cada momento, coletadas e transcritas pela jornalista Suzana Naiditch, mostram, por meio de situações vividas na empresa, como se forjou essa cultura peculiar e quais são os seus valores.
 
“Minha motivação foi registrar as experiências que ajudam a explicar essa cultura e homenagear todos os envolvidos, participantes dessa história. Muitos nem sabem disso. São aqueles que encontro por acaso, quando circulo pela fábrica, e que me tratam com um carinho incomum. Os gestos espontâneos de apreço desses colaboradores e a insistência de amigos me levaram a concluir que existe mesmo uma cultura peculiar e que ela mantém a Marcopolo crescendo por mais de seis décadas e nos levou aos cinco continentes, com uma dimensão com a qual eu nunca havia sonhado”, enfatiza Bellini.
 
Há muitas formas de contar uma história. E a forma escolhida para contar a viagem da Marcopolo não poderia ser a biografia de seu fundador ou somente o seu ponto de vista. “Foi quando decidi reviver aquelas passagens que ajudam a explicar o que faz a empresa e, assim, honrar toda essa herança que só aconteceu porque parceiros essenciais se engajaram no projeto, trabalhando com dedicação e espontaneidade.”
 
A ideia inicial era produzir um material para o público interno, que servisse para, além de mostrar como se forjou a Marcopolo, reforçar o modelo de gestão estruturado a partir dos anos 80, após uma viagem dos executivos ao Japão. Depois, foram agregados outros temas e o projeto ganhou nova dimensão, passou a ter a coordenação da psicóloga e consultora Marilda Vendrame e “rompeu” os limites da companhia.
 
A editora Campus/Elsevier acreditou no projeto e entendeu que havia conteúdo relevante, interessante e enriquecedor para outros públicos, como empresários, empreendedores, estudantes universitários e a sociedade. Também porque há pouca bibliografia com cases de empresas nacionais.
 
Trabalho em equipe e participações mais que relevantes
 
“Marcopolo, sua viagem começa aqui” tem características que reforçam a visão e os atributos do autor na importância do trabalho em equipe, comprometimento, motivação e valores éticos. O prefácio é escrito por Marcus Vinícius Pratini de Moraes, economista, ex-ministro. O livro conta ainda com um ensaio do antropólogo Roberto DaMatta – Um passeio de ônibus – no qual mostra a presença dos veículos de transporte público em nossas vidas e história, e suas influências e características.
 
Segundo Roberto DaMatta, os ônibus de hoje, modernos e ao gosto do cliente, convidam, como Marco Polo, a reexperimentar o prazer da viagem por terra. ”A jornada por este chão que nos viu nascer e onde, um dia, iremos repousar”.
 
A publicação tem a participação, na quarta página, de importantes empresários, nacionais e internacionais, em depoimentos destacados. Jorge Gerdau Johannpeter, presidente do Conselho de Administração da Gerdau; Ratan Tata, chairman da Tata Sons; José Galló, CEO das Lojas Renner; José Antonio Fernandes Martins, presidente da Fabus (Associação Nacional dos Fabricantes de Ônibus), e Jamie Lerner, arquiteto e ex-prefeito da cidade de Curitiba, onde implantou de maneira pioneira um dos mais modernos sistemas de transporte coletivo do mundo, comentam sobre o papel e a importância da Marcopolo.
 
A primeira edição do livro “Marcopolo, sua viagem começa aqui” será lançada no próximo dia 12 de dezembro, na Livraria Cultura, no Conjunto Nacional, em São Paulo, seguindo-se após a distribuição a todo o mercado nacional.
 
Informação adicional:
 
Roberto DaMatta – Escritor, colunista dos jornais O Estado de S. Paulo, O Globo e Diário do Nordeste de Fortaleza, professor de antropologia social da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e professor emérito da Universidade de Notre Dame, Indiana, nos Estados Unidos, é autor de vários livros sobre o Brasil visto como sistema de valores e práticas sociais.

Tango Nóia apresenta: TIC-TAC

“Um espetáculo de Dança e teatro. O elenco é composto por 20 artistas  que representam  a vida  cotidiana em um conjunto de acontecimentos que ocorrem nesse drama com situações de alegria, encontros, confrontos, dor e amor tendo como cenário uma praça.”

30/11 e 01/12 e 02/12 sexta, sábado e domingo ás 20h30min. na Casa da Cultura em Caxias do Sul RS.

Rock e pop viram jazz no San Pelegrino

A Quinta Harmônica desta semana traz a banda “El Soul”, diretamente de Canela, para apresentação no dia 29 de novembro, às 19h, na praça de alimentação do San Pelegrino. Com uma mistura de clássicos do rock e pop nacional e internacional, o show, intitulado “Rock Sentado”, faz uma releitura das décadas de 80 e 90 em forma de jazz. Composto pelos músicos Cirilo Schuch, Luciano Soul, Mateus Perotto e Serginho Severo, o grupo leva sons atuais para um passeio por outras décadas. Entre os relembrados, estão Kiss, Elvis Presley, Ray Charles, The Beatles, Bob Dylan, Pink Floyd, Scorpions, Creedence, The Police, Eric Clapton, Raul Seixas, Legião Urbana, Rita Lee e Barão Vermelho.
 Formação:
Cirilo Schuch – Vocal e Violão
Luciano Soul – Vocal e Harmônica
Mateus Perotto – Bateria
Serginho Severo – Baixo
 Serviço:
QUINTA HARMÔNICA apresenta o show “Rock Sentado” com a banda “El Soul”
Onde: Praça de alimentação do San Pelegrino – Av. Rio Branco, 425, Bairro São Pelegrino, Caxias do Sul.
Quando: 29 de novembro, às 19h.
 Informações:
San Pelegrino | (54) 3022-6700 | http://www.sanpelegrino.com.br
Divulgação:
Lato Sensu Comunicação | (54) 3214.2699 | noticias@latosensucom.com.br

Teatro Para Todos – O Torto e Seu Duplo

“Tu sabe, tia, que eles botam pizza no lixo?”
 
A Tem Gente Teatrando convida para o espetáculo O Torto e Seu Duplo, que ocorre nos dias 08, 09, 10, 15, 16 e 17, às 20h, dentro do projeto Teatro Para Todos – Prêmio Procultura Federal.
O Torto e seu Duplo teve pré-estreia em 2010, como resultado da pesquisa de Pós-Graduação em Corpo e Cultura: Ensino e Criação, realizada por Zica Stockmans, com o projeto O Torto e Seu Duplo: O Abjeto Como Porta Para o Jogo Cênico. O espetáculo volta agora em uma nova versão, porém mantém as mesmas características viscerais que marcaram a investigação em torno da vida de uma moradora de rua.
A inspiração para a personagem é mais do que palpável: perambula pelas ruas, suja, senil, dopada, sexo exposto, primitiva e pós-humana, aos pedaços tal qual a alma humana em tempos de esperanças vagas. Esta investigação cênica aborda questões em torno do corpo que representa, do corpo social e do corpo cultural. No texto as palavras foram acomodadas como cacos de um espelho esfacelado, grudadas com fita adesiva. Palavras de autores diversos, as falas da moradora de rua e reflexões da autora vão formando uma imagem refletida, repetida, conhecida.
Os ingressos estão a venda na Tem Gente Teatrando (Rua Olavo Bilac, 300), de segunda a sexta-feira, em horário comercial e duas horas antes do espetáculo, com valor de R$ 20,00 (R$10,00 estudantes, idosos e antecipados).
 
SERVIÇO
O que: O Torto e Seu Duplo | Cia. Tem Gente Teatrando
Quando: 08, 09, 10, 15, 16, 17 de dezembro, às 20h
Onde: Tem Gente Teatrando, Rua Olavo Bilac, 300, esquina com Regente Feijó
Quanto: R$ 20 e R$ 10 (antecipados, estudantes e idosos)
Segundas feiras, sessões exclusivas para grupos pré-agendados: R$5,00
Informações: 54. 3221.3130
Email: imprensa@temgenteteatrando.com.br
Sinopse
A inspiração para a personagem é mais do que palpável: perambula pelas ruas suja, senil, dopada, sexo exposto, primitiva e pós-humana, aos pedaços tal qual a alma humana em tempos de esperanças vagas. Esta investigação cênica aborda questões em torno do corpo que representa, do corpo social e do corpo cultural. No texto as palavras foram acomodadas como cacos de um espelho esfacelado, grudados com fita adesiva. Palavras de autores diversos, as falas da moradora de rua e reflexões da autora vão formando uma imagem refletida, repetida, conhecida.
 
Ficha técnica
Grupo: Cia. Tem Gente Teatrando
Elenco: Zica Stockmans
Produção: Sandro Martins e Carine Panigaz
Iluminação: Sandro Martins
Percussão: Marcelinho Silva
Imagens: Spaghetti Filmes
Foto: André Susin
Classificação: 16 anos
 Oficina: Oficina de Percussão, com Marcelinho Silva
Quando: 15/12 | Sábado
Horário: 9h às 12h
Vagas limitadas, inscrições gratuitas com agendamento prévio
 
Financiamento: FUNARTE – Prêmio Procultura de Estímulo ao Circo, Dança e Teatro 2010 – MinC
 

Balada Literária encerra temporada do Órbita Literária

O Grupo Cultural Literário Independente NósSemHora  está promovendo encontro festivo de encerramento da temporada 2012 do evento Órbita Literária. Ao longo do ano num total de 40 segundas-feiras, autores caxienses e apreciadores da boa literatura encontraram-se no Aristos London House para participação em workshops e rodas de conversação sobre a produção literária caxiense e universal. Por ali passaram mais de 60 autores e duas centenas de ouvintes num processo de franca interatividade.

O Órbita Literária é uma organização voluntária dos agentes culturais Jaqueline Pivotto, Adriana Antunes e Juliana Wexel que depois foi substituída por Cláudio Troian e Juliana Santos.

Entre os autores caxienses convidados, destacam-se nomes como Jayme Paviani, Gilmar Marcílio, Gilberto Blume, Gustavo Guertler,  Kalunga, Marco de Menezes, Marcos Fernando Kirst, Marta Troian Pulita, Monica Montanari e Carlinhos Santos, entre outros

A noite denominada “Balada Literária”, acontece no Aristos London House, com início previsto para às 21hs30min. do dia 30 de novembro corrente. Na programação, o pessoal do NósSemHora fará entrega de  certificados de participação, seguindo-se as atrações artísticas especialmente convidadas: banda Velho Hippie (composições próprias, show semi-acústico), Quarteto Musical Yangos (interpretando tangos, boleros e milongas)  e a DJ Ana Lang (seleção de músicas brasileiras dos anos 60, 70 e 80 com o swing influenciado pela matriz africana). Ingressos no local a R$12,00.